domingo, 1 de agosto de 2010

Talvez ajude a compreender algumas coisas

Ninguém me paga para defender o Cristiano Ronaldo, nem ele faz a mínima ideia da minha existência, mas a verdade é que as pessoas falam muito do que não sabem e gostam muito de criticar os outros, muitas vezes sem saberem nada da vida das pessoas. Esta peça, embora com algumas incoerências e nem sempre bem escrita, talvez possa ajudar as pessoas a perceber certas atitudes e comportamentos de uma pessoa que já passou por muito na vida. Eu vi a reportagem do Daniel Oliveira, no programa "Os Incríveis" antes do Euro'2008, na casa do Cristiano Ronaldo e confesso que gostei muito do que vi. Quem não gosta dele, lá terá as suas razões. Eu, pelo contrário, admiro-o pela forma como conseguiu vingar na vida, mesmo com tudo a cair-lhe em cima desde o início.

5 comentários:

Pedro BV disse...

É verdade, desde que ele foi para Manchester (com menos de 20 anos creio eu) sempre teve a imprensa e adeptos de clubes adversários a caírem em cima dele, e sempre conseguiu superar essa pressão.

Abraços

VHugo disse...

O problema do Ronaldo é a forma como ele deixa transparecer que "eu sou o maior"

De resto até se tem portado muito bem, até nesta questão do filho, sempre muito correcto com a comunicação social, o que não é fácil de encontrar nos dias de hoje.

Jotas disse...

Eu peço desculpa, sei até que o Ronaldo ajuda muitas instituições e quer fazâ-lo anonimamente, o que só o enobrece, mas sinceramente e porque não sou de dizer o contra´rio daquilo que penso, embora reconheça que é de facto um jogador de top, não consigo simpatizar com a pessoa.

sloml disse...

Pedro,a questão é que ele teve de superar problemas e contrariedades durante toda a vida. E eu valorizo muito isso. O Ronaldo sempre foi muito ligado à família e convenhamos que não é fácil para uma criança de 11 anos deixar tudo na Madeira (casa, família, amigos) para ir sozinho para Lisboa em busca do sonho de ser jogador de futebol. Depois aos 18 anos, nova mudança brusca, com a ida para Manchester e logo a seguir morre o pai, de quem ele gostava muito. Não é toda a gente que supera todas estas adversidades (veja-se o caso do brasileiro Adriano). E o Ronaldo superou tudo isto com muito trabalho, empenho e profissionalismo. Para mim, isso tem muito valor.

VHugo, não sei se é ele que tenta passar essa imagem ou se é a comunicação social e a opinião pública que o fazem gratuitamente. Como todos os treinadores que ele já teve dizem, o Ronaldo é o melhor profissional, o que mais trabalha, o que mais se esforça. E se assim é, com a qualidade que ele tem, acho que pode muito bem reivindicar para si o estatuto de um dos melhores jogadores do Mundo. Não me choca nada.

Jotas, são opiniões e têm de ser respeitadas, obviamente. Eu, por tudo o que já disse acima, respeito-o e simpatizo com ele. Acima de tudo, dou-lhe muito valor. Não é toda a gente que, com as dificuldades que ele já teve na vida, conseguiria levar a melhor e sempre à custa única e exclusivamente do seu trabalho. Tiro-lhe o meu chapéu por isso.

Bimbosfera disse...

Não sei se vi essa reportagem ou não, mas o certo é que a minha opinião, em relação à pessoa e ao profissional é em muito parecida com a do Sloml. Só acrescento que o acho um bocado «pimba» na questão das roupas, etc., mas, se formos a ver bem, para vestir bem já cá está o Costinha, ehehehhe!
O que digo é mesmo só em relação a alguma «opulência» sobre colares, fios, certas roupas, mas a nível de pessoa em si e de profissionalismo, sem dúvida, a 100% com o Sloml.

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com