domingo, 20 de dezembro de 2009

Benfica 2 - 1 AEK - 6ª Jornada Liga Europa 09/10

Uma vitória normal, num jogo sem história e sem grande importância, onde só interessava rodar os jogadores e dar minutos e moral a alguns que terão a sua prova de fogo hoje, com o Porto. E com os 3 golos a terem um denominador comum: Di María. O argentino continua a alternar os lances de génio com as infantilidades de uma criança de 5 anos. Espero que com o tempo melhore certos aspectos do seu jogo, porque tem capacidades para se tornar um dos melhores do mundo. Basta querer.



O jogo foi quase de sentido único. Sem grandes motivos de interesse, pois ambas as equipas já tinham o destino definido, o Benfica começou a atacar de forma inteligente e, depois de uma grande jogada de Luís Filipe!!!, Nuno Gomes foi empurrado na área, num penalty que Jesus pediu a Felipe Menezes para cobrar, talvez para dar moral ao brasileiro de modo a galvanizá-lo para a titularidade. Só que JJ falhou a aposta, pois Menezes atirou ao poste, iniciando assim uma exibição desastrosa, que culminou com a saída na segunda parte, depois de um festival de passes falhados e jogadas displicentes. A 1ª parte foi jogada sempre numa toada morna, mas, em cima do intervalo, Di María (que estava completamente longe do jogo até aí) rematou de fora da área, de forma algo atabalhoada, num lance onde o guarda-redes do AEK podia ter feito melhor. Mas não fez e o Benfica foi para o intervalo a ganhar.

Na segunda parte, aconteceram 2 lances de génio saídos dos pés do argentino: o primeiro, um chapéu muito parecido ao de Saviola com a Académica, que só pecou por bater na trave em vez de entrar; o segundo, um dos melhores golos jamais vistos, que podia nem ter acontecido se Di María fizesse o mais normal, que era correr pela esquerda e atirar à baliza. Mas não. Preferiu flectir para a direita, ficando sem hipótese de rematar com o pé direito, pois, como o próprio admitiu depois, "a perna direita só serve para andar, não sabe fazer mais nada", e fazer um golo de letra, que assim foi mágico, mas caso não tivesse entrado, seria uma oportunidade flagrante de golo que se perdia por causa de uma burrice. Mas é assim mesmo: a linha que separa a idiotice da genialidade é muito ténue. E este lance comprova-o. Podia ter sido uma grande oportunidade desperdiçada. Mas foi um golo magnífico.



Depois, a equipa baixou os índices competitivos, já a pensar no jogo com o Porto, e o AEK, por intermédio do seu avançado argentino, Blanco, ainda reduziu a desvantagem, numa perda de bola infantil de... Di María, quem mais?



Mas o melhor jogador da equipa grega é o seu capitão e número 1, o médio Kafes. Fez um grande jogo, mas não tem uma equipa à sua altura.



E assim o Benfica garantiu a 5ª vitória em 6 jogos na Liga Europa, conseguindo até a desforra perante o AEK, que foi a única equipa a vencer os encarnados nesta fase de grupos. Fez ainda uma rotação bem sucedida da equipa, com Carlos Martins a justificar a aposta de JJ e que certamente será titular no jogo de hoje. E a maior surpresa: Roderick Miranda. Eu tinha gostado muito dele na pré-época e logo aí lhe augurei um grande futuro, até a curto prazo. No jogo com o Santa Clara esteve muito desconcentrado e displicente e desiludiu-me, fazendo-me ver que ainda não está maduro o suficiente para ganhar um lugar na equipa principal. Mas neste jogo voltou a mostrar ser um senhor a liderar a defesa, juntamente com um esforçado e sempre muito concentrado Miguel Vítor. O Benfica tem 5 centrais de grande qualidade e não precisa de mais nenhum nos próximos anos, isto na minha opinião. No que respeita à Liga Europa, continuo com a esperança de chegarmos a Hamburgo e vencer o caneco!

O resumo do jogo aqui:

3 comentários:

www.gloriosasfera.com disse...

Novas funcionalidades na Gloriosasfera com destaque para a inserção de um chat e a possibilidade de visitar alguns sites de informação desportiva sem sair da página.

Os votos de um Glorioso Natal para todos os Benfiquistas

GIL VICENTE disse...

Caro Bruno
Tenho andado um pouco afastado destas lides. Um pequeno pormenor de saúde que avança rápida e felizmente para o restabelecimento completo.
Por isso, até o meu blogue tive de desleixar.
Agora, porém, consegui ter algum tempo para o visitar, dedicar mais um pouco à defesa do nosso Benfica e apreciar os blogues que acompanho.
Vi o seu blogue já com atraso em relação ao seu último post.
Mas vi também um blogue amigo que se dedica a transcrever várias crónicas sobre o nosso Benfica e aí dei com uma crónica sua que escreveu em o jogo.
Claro que a li do princípio ao fim com todo o entusiasmo.
Por isso, dê-me um qualquer lamiré sempre que escrever uma crónica naquele jornal. Eu não o consulto muito, só a parte que se refere ao Benfica e a crónica que, nessa parte, vem escrita.
Mas as suas crónicas quero devorá-las, se não se importa.
Um grande abraço

Bruno Venâncio disse...

Caro Gil Vicente,

Eu também não tenho tido muito tempo (o trabalho não mo tem permitido), pelo que só hoje posto o jogo com o Porto. Mas claro, sempre que escrever qualquer coisa com significado no jornal, informarei. Não costumo postar aqui o que escrevo lá porque adoptei um certo "estilo", digamos assim, para o blog, de não escrever sobre tudo o que acontece no e com o Benfica, como fazem (e bem) muitos blogs, precisamente porque não tenho tempo para tal. E esses meus artigos no jornal fazem parte desse universo de coisas que não costumo escrever aqui. É por isso que nunca transcrevi aqui nada que tenha escrito no jornal. Mas o Coluna d'Águias Gloriosas, por exemplo, costuma postar certos artigos meus (aproveito para lhe deixar também um grande agradecimento por isso). Não sei se foi aí que o leu.

De qualquer forma, informar-lhe-ei, pode ficar descansado. E espero e faço votos que supere esse problema de saúde rapidamente, pois precisamos sempre dos seus escritos!

Grande abraço