quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Hertha de Berlim 1 - 1 Benfica - 16-avos-de-final Liga Europa 09/10

Foi, porventura, o pior jogo do Benfica esta época. Pelo percurso da equipa até aqui, pelo grande nome que tínhamos vindo a construir esta época na Europa (em contraste com a pálida imagem deixada a época passada), e pela classificação das duas equipas nos respectivos campeonatos, o Benfica tinha a obrigação de jogar muito, muito melhor, e de ter conseguido vencer pela primeira vez na Alemanha (de certeza que não havia melhor oportunidade do que esta). Mas a verdade é que a equipa voltou a apresentar-se em campo como nos últimos jogos: a marcar cedo e no resto do jogo a pastar, a pastelar, à espera do apito final. Juntando a isto alguns erros defensivos que vão acumulando, o resultado só podia ser este.


A equipa entrou bem, a pressionar o adversário, forte sobre a bola. Resumindo: entrou à Benfica de Jorge Jesus. Não estranhou o golo marcado muito cedo, por Di María, que confirma a sua apetência por marcar quase somente na Europa (e, já agora, na Alemanha: 3 golos em 3 jogos lá).


O problema veio depois. A equipa voltou a mostrar estar cansada, ou então ser presunçosa e sobranceira, das duas uma. Porque não se vê os jogadores a pressionar o adversário como se via nos primeiros tempos da época, não se vê a equipa com fome de bola, não se vê a equipa sequer com agressividade. Vê-se uma equipa a jogar a passo, cada um por si, sem qualquer tipo de ligação. Venho a dizer isto há vários jogos, mas como temos ganho (mais o empate com o Vitória de Setúbal), vai dando para disfarçar, aos olhos dos adeptos mais desatentos. Eu não: estou bem atento e a ver que estamos a jogar muito, muito mal de há uns jogos para cá. E o problema, para mim, está todo na atitude. Única e exclusivamente na atitude. Ou falta dela. Tanto no ataque (onde anda o Saviola de há meia dúzia de jogos atrás), como na defesa, onde deixaram os atacantes do Hertha, principalmente Ramos, que não conhecia e me surpreendeu, fazer o que queriam, como e quando queriam. Chamem-me o que quiserem que não me importo. Só digo: assim, ou muito me engano ou ainda vamos ficar muito desiludidos este ano. A não ser que voltemos a ter a mesma atitude do início da época. É só isso que peço: atitude. Não que se ganhe ou perca: apenas e só a atitude inicial. E que nem pensem em sedesculpar com o cansaço, pois ainda agora estamos a meio de Fevereiro e o campeonato só acaba em Maio. Se já estão cansados agora, como será daqui a 3 meses? Espero sinceramente que Jorge Jesus mexa nisto, faça qualquer coisa, porque estas últimas exibições não auguram nada de bom. Uma última palavra para um jogador em específico: César Peixoto. Esteve muito bem com o Sporting, mas foi uma nulidade com o Belenenses e hoje. Falhou tudo o que tinha para falhar, leva que tempos a voltar ao seu lugar cada vez que sobe no campo (vejam o resumo da primeira parte com o Belenenses: Peixoto é sempre o último a posicionar-se quando é para defender, já os seus colegas estão há que tempos nas respectivas posições), e não faz a mínima ideia do que significa o termo defesa em linha: hoje, nas duas flagrantes situações de golo do Hertha, foi ele a colocar o último jogador alemão em jogo. Não pode ser. Digam o que disserem, prefiro mil vezes o Jorge Ribeiro em campo. Mil vezes. Um aparte: não me lembro de uma época com tantos auto-golos. Já lá vão 4: David Luiz (2), Miguel Vítor e Javi García.


E pronto, já disse tudo o que me ia na alma acerca do jogo de hoje. Espero sinceramente que o Benfica não me desiluda nunca mais como aconteceu hoje. Porque eu ainda acredito que podemos ganhar os 3 troféus que temos em disputa.

O resumo do jogo aqui:

6 comentários:

Viriato de Viseu disse...

Óptimo artigo!!!

Um retrato fiel do que se passou.
O Benfica está a resguardar-se, pelo menos é o que eu acho!!!

Anónimo disse...

Não estamos a jogar rigorosamente nada do que podemos, devemos, e já jogámos este ano. A equipa tem sido muito pouco humilde, displicente, arrogante e os jogadores fecham a loja logo depois de marcar um reles golito. Depois, é o que sê: cada um a encolher-se mais do que o outro, a fazer mais asneiras do que o parceiro do lado, enfim... uma coisa miserável.
Até me dói dizer isto, mas esta equipa já está a meter nojo!!!
Fdssseeeeeeeee!!!!!!!!
Até o discurso do treinador já está pequenino, aceitando que empatar com o fantástico último classificado da estonteante liga alemã é bom...
Que tristeza....
Fdsssseeeeeeeeeeeeee!!!!
Acordem, porra!!!!!!!!!
Antes que seja tarde demais........

PS - Sim, Viriato de Viseu, continua a achar que a equipa se está a resguardar e, quando deres por ti, já tudo o vento levou...

Jotas disse...

Um mau jogo do Benfica, com um resultado lisonjeiro perante tão insipada exibição. Já o disse várias vezes, que percebo que nem sempre se pode jogar bem, mas sempre que isso aconteceu com o Benfica, houve sempre uma coisa que realcei, a atitude e o inconformismo da equipa, hoje não notei nada disso e foi o que mais me irritou no jogo, pois faltou atitude à equipa, houve menosprezo do adversário e a factura só não foi mais cara, porque de facto, esta equipa alemã é muito fraca.
Valeu o resultado.

Tiago disse...

o Benfica este ano não jogou mal noutros jogos da Liga Europa? e quando o fez foi porque estava a fazer a gestão do esforço. e voltou a ganhar quando necessário! para mim, ontem houve gestão de esforço sem demasiada sobranceria já que esteve em campo uma equipe perto do ideal, mas que não correu no máximo porque isso não era necessário. na luz o jogo vai ser bem diferente! o Benfica tem muitos jogos pela frente e se frente ao Vitória de Setúbal de facto notou-se cansaço, então a equipa não deve andar a jogar no máximo para rebentar quando uma fase essencial da temporada vem a caminho! já repararam nos jogos que esperam o Benfica no próximo mês? há que gerir com inteligência porque há jogos que se tem de ganhar obrigatoriamente (como os do campeonato) e outros que por serem a duas mãos não. agora na terça e contra um Hertha naturalmente cansado pelo jogo que fará no Domingo é que se dará o devido valor ao que o Benfica fez ontem.

sloml disse...

Viriato, eu compreendo e percebo que a equipa se resguarde um pouco para os jogos mais importantes que aí vêm, mas, tal como diz o Jotas e como eu referi variadas vezes no post, só peço atitude, nada mais. Um pouco mais de atitude. E isto vale também para o Tiago. Eu espero sinceramente que tenham razão e que nos jogos em que a coisa pie mais fino, a equipa volte a mostrar o brilhantismo que já atingiu por diversas vezes esta época. Nos últimos jogos não tenho visto nada disso. Nem mesmo com o União de Leiria, em que ainda assim goleámos (já nem falo do Sporting).

Anónimo, apesar de ainda não estar muito pessimista, pois acredito muito no valor do plantel e principalmente no treinador, percebo a tua preocupação. Mas de certeza que os jogadores e o JJ vão saber dar a volta a estas últimas pálidas exibições e conseguir muito mais triunfos. Eu acredito.

Bimbosfera disse...

Bom, acreditar devemos acreditar sempre, agora, mais vale ter cuidados agora do que depois dizer que «ah e tal, o vento levou», como disse aí amigo de cima.

Para mim falta atitude, e, ou ganham confortavelmente agora o segundo jogo, e «a cagar», para na segunda parte sacarem jogadores e pô-los a descansar, ou há que tomar providências e por a jogar quem tem força nas canetas.

Sinceramente, não tomei assim tanta atenção à equipa de Jesus no ano passado, Braga, mas é preciso ter cuidado, apesar das parvoíces do Domingos, mesmo que venha a mando de outros, a questão das pubalgias, do esforço, etc., foram da equipa de Jesus. Sendo certo que no ano passado com Quique não jogámos nada, em relação a agora, o certo é que no Natal eramos primeiros, e fomos uma das melhores equipas da Europa, segundo lá os gajos da UEFA ou lá o que é, que menos lesões teve, descontando as traumáticas, que vêm do choque, creio.
Por isso, atenção, ou cuidado, como diz a minha mãe, «cuidado e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém», por isso há que tê-lo.

Abraço

Márcio Guerra, alías, Bimbosfera

http://Bimbosfera.blogspot.com

P.s.- Em relação aos autogolos, bem, é azar, não? Não é por falta de qualidade de nenhum dos que a meteu lá dentro, pois não? Para mim é culpa do treinador no do Setúbal, onde tem que trabalhar melhor a comunicação entre guarda-redes e defesa, pois o David não precisava sequer de se fazer à bola, se Quim falasse, e neste, bem, aquele instante em que pensa se corta, se remata, se... Já lhe tocou, nem cortou, nem rematou, e só parou lá dentro. Não creio, ainda assim que seja culpa dele, é ainda por cima na passada em reposicionamento...
Culpa do Jesus é não o substituir há já uns jogos, mas tenho uma teoria para isso, não vale a pena estar a puxar pelo cabedal do Airton, é mesmo rebentar este, que depois tem que cumprir, porque vai cumprir, o castigo da porrada em Guimarães, pois vão castigá-lo, só estão é a prolongar a ida para o castigo, e passam por uns jogos difíceis, digo eu, com ele na equipa... Digo eu, mas eu sei lá o que digo! Abraço.